Feira de Santana: Sindicato mobiliza a categoria para enfrentar o descaso dos banqueiros

O Sindicato dos Bancários de Feira de Santana (BA) continua com as reuniões nas agências bancárias, conversando com os trabalhadores sobre as dificuldades enfrentadas nessa campanha salarial (a primeira pós-reforma trabalhista) e mostrando a necessidade da participação da base no processo, para mostrar aos banqueiros que a categoria não irá permitir retirada de direitos.

Nestas duas semanas, o sindicato promoveu reuniões nas agências do Itaú Conselheiro Franco, Banco do Brasil Boulevar, Santander, Getúlio Vargas (2 agências), BNB e Caixa Boulevard.

Na próxima semana as reuniões vão acontecer na Caixa (Princesa do Sertão), Santander (Senhor dos Passos e J. J. Seabra) e Bradesco (as duas da Senhor dos Passos).

A intenção é percorrer todas as agências bancárias da cidade para conversar com a categoria, tirar dúvidas e ouvir as opiniões e sugestões dos bancários.

Após as reuniões, os diretores do sindicato percorrem todas as agências e departamentos da cidade, realizando o corpo a corpo com os bancários, atualizando a categoria sobre o andamento das negociações e alertando que os banqueiros se negaram nas três mesas de negociações a assinar o pré-acordo que garante a manutenção dos direitos da categoria até a assinatura do próximo acordo.

O sindicato frisou também que, o que não passava de uma mera formalidade nos anos anteriores, agora, após a aprovação da "reforma trabalhista", dentre tantos malefícios, está o fim da ultratividade, uma ferramenta de pressão que está sendo usada pelos banqueiros para ameaçar os trabalhadores.

Por fim os dirigentes sindicais reafirmam a necessidade da participação dos trabalhadores na campanha para que se consiga a garantia dos direitos conquistados ao longo dos anos e que correm sérios riscos nesse governo.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram