Ex-bancários do BEC assinam acordo com o Bradesco

Um grupo de 12 bancários que eram funcionários do Banco do Estado do Ceará (BEC) quando o Bradesco comprou a estatal em 2005 e moviam ações individuais na Justiça trabalhista requerendo estabilidade provisória e direito a reintegração realizou acordo com o Bradesco para garantir participação no Plano de Desligamento Voluntário Especial (PDVE) da empresa. Em troca, renunciarem às ações de reintegração que moviam contra o banco.

A audiência de conciliação, homologada pelo desembargador Antonio Parente, ocorreu na quarta-feira (30/8), na sede do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará, em Fortaleza, e pôs fim a processos que tramitavam fazia 10 anos.

Para Luís Eduardo Barbosa da Silva, um dos ex-bancários que assinaram o acordo, a conciliação com o banco foi a saída mais vantajosa. "Minha ação contra o Bradesco estava sob liminar, o que é uma situação incerta. Com o acordo, não vou ganhar tudo o que eu julgava merecer, mas agora não corro o risco de sair de mãos abanando e vou ter garantida uma aposentadoria sem passar por necessidade financeira", avalia o aposentado.

A audiência foi promovida pelo Núcleo de Conciliação da Segunda Instância do TRT/CE e foi acompanhada por advogados do Sindicato dos Bancários do Ceará e do Bradesco.

As informações são do TRT da 7ª Região.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram