Empregados da Caixa elegem delegação de Pernambuco para 35º Conecef

35º Conecef reunirá um total de 328 delegados, entre empregados da ativa e aposentados

Os empregados da Caixa elegeram os nove delegados que irão representar os bancários de Pernambuco no 35º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal (Conecef), que acontece nos dias 1º e 2 de agosto, em São Paulo (SP). 

O 35º Conecef reunirá um total de 328 delegados, entre empregados da ativa e aposentados. Nesta edição, por decisão do Comando Nacional dos Bancários, não haverá inscrição de observadores, ficando franqueadas às federações a participação de convidados. Pernambuco elegeu 9 delegados (7 da ativa e 2 aposentados), respeitando a paridade de gênero. Na votação dos representantes da ativa, a Chapa 1 – Ninguém Solta a Mão de Ninguém obteve 61% dos votos, garantindo quatro delegados, enquanto a Chapa 2 – Democracia e Luta recebeu 39%, elegendo três delegados.

O evento é um momento importante da organização dos trabalhadores do banco, uma vez que discute as questões específicas do dia a dia dos empregados, construindo a partir desse fórum de debate a pauta de reivindicações da mesa permanente de negociações com a empresa. “Neste ano, o foco do congresso será a definição de ações de resistência contra a tentativa do atual governo federal em privatizar o patrimônio público. Além de atacar empresas públicas, como a Caixa, o governo tenta fragilizar o Sindicato para que as trabalhadoras e trabalhadores tenham dificuldades para se organizar.  Estamos vivendo um movimento de resistência e de sobrevivência. Não vamos desistir jamais”, destaca a presidenta do Sindicato, Suzineide Rodrigues.

A secretária de Bancos Públicos do Sindicato, Cândida Fernandes, e empregada da Caixa aponta o objetivo central do 35º Conecef diante da atual conjuntura política. “Precisamos aprovar uma estratégia nacional em defesa da Caixa 100% pública, social e forte, assim como em defesa de todos os bancos públicos. Vamos debater a importância da Caixa para o desenvolvimento social e econômico do País e defender os direitos dos empregados da Caixa diante da conjuntura de retrocessos”, conclui.

Fonte: SEEB-PE

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram