Dia Internacional de Luta contra a LGBTfobia é celebrada de forma virtual

Devido a pandemia, Festival 17M acontecerá pelas redes sociais


17 de maio é o Dia Internacional de Combate a LGBTIfobia, data importante para o movimento LGBT que lembra a exclusão do termo homossexualismo da lista de distúrbios mentais do Código Internacional de Doenças, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 1990. Neste ano, além de celebrar essas e outras conquistas, a comunidade também cobra por mais respeito à vida dos LBGTQIA+, com a realização de uma marcha virtual contra LGBTfobia, o Festival 17M.

Num momento de pandemia como esta, causada pelo coronavírus, o evento será realizado através das redes sociais, das 13h às 14h. A ideia é que as pessoas façam cartazes com a frase “17 de maio Dia Internacional de Combate à LGBTfobia” e publiquem em suas redes com as hashtags #Festival17M e #NossasVidasNossasCores.

De acordo com o dirigente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Adilson Barros, a população LGBTQIA+ sofre todos os dias com a violência, preconceito e o descaso do governo. “A população de lésbicas, gays, travestis e transexuais, mulheres trans e homens trans está sobrevivendo. Vivemos uma luta constante para defender os nossos direitos e conquistar avanços em politicas públicas que respeitem e nos tratem com os mesmos direitos de quem não é LGBTQIA+”, explicou.

Adilson Barros também enfatizou a importância do Festival 17M. “É importante sempre relembrar as datas marcadas pela luta contra a LGBTfobia e  continuar lutando por uma sociedade de igualdade e respeito às diferenças. A participação de todos da comunidade LGBTQIA+ é fundamental para mostrar a nossa força”, disse.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram