Deputados podem ser expostos como “cumplices” de Temer

Os partidos que fazem oposição ao governo Temer (PT, PDT, PCdoB, Psol, Rede, PSB, PPN) vão expor os deputados que votarem contra a investigação do presidente como cúmplices. “Temos consciência de que deputado que votar contra a autorização é cúmplice de Temer. Queremos transparência nesta votação e que cada deputado mostre seu rosto, para dizer ao povo brasileiro se é cúmplice dessa corrupção ou se quer que Temer seja investigado", disse Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

Uma pesquisa do Ibope/CNI mostra que o governo tem a aprovação de apenas 5% dos brasileiros. A pesquisa foi realizada antes do anúncio pelo governo do aumento dos combustíveis, medida que pode ter gerado ainda mais desgaste ao governo. Outra pesquisa, realizada pelo VoxPopuli aponta que apenas 2% dos brasileiros não querem o presidente seja investigado; 93% querem a investigação e 5% não souberam responder.

Depois de uma reunião de mais de duas horas, os partidos de oposição decidiram não comparecer ao início da sessão, na parte da manhã. Tal pode dificultar a votação desta quarta-feira, mas também teve o efeito de acirrar as articulações do governo. O presidente está atuando como um candidato em véspera de eleição. Na manhã de terça-feira (1/8), Temer recebeu 11 parlamentares e depois almoçou com integrantes da Frente Parlamentar Agropecuária. De volta ao Palácio do Planalto, prosseguiu com o "atendimento" aos deputados e ainda teve agenda de jantares e reuniões durante a noite.

As informações são da Rede Brasil Atual.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram