Contraf-CUT se solidariza com famílias de trabalhadores rurais assassinados na Paraíba

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) se solidariza com as famílias dos trabalhadores rurais, que sofreram ações violentas e foram assassinados na Paraíba. Rodrigo Celestino e José Bernardo da Silva, que também eram coordenadores do Movimento de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Sem Terra (MST), foram baleados na noite de sábado (8).

Para Juvandia Moreira, presidenta da Contraf-CUT, esses crimes comprovam a onda de ódio que se espalha pelo país. “Não podemos aceitar a violência. Precisamos lutar para que casos como estes não fiquem impunes e que os trabalhadores tenham os seus direitos respeitados”, afirmou.

O crime ocorreu no assentamento Dom José Maria Pires, em Alhandra, a cerca de 45 km de João Pessoa. Segundo relatos de testemunhas, por volta das 19h30, dois homens encapuzados entraram na área onde vários agricultores jantavam, mandaram os outros se retirarem e atiraram contra as vítimas.

 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram