Contraf-CUT se reúne com presidente da Caixa na terça-feira (26)

Cobrança das entidades de representação dos trabalhadores e Dia Nacional de Luta surtem efeito; Pedro Guimarães marcou audiência para terça-feira (26)

Depois da cobrança da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e de atividade nacional dos empregados, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, finalmente marcou audiência com os representantes dos trabalhadores na próxima terça-feira (26).

A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal reivindica que seja interrompida reestruturação na empresa e que o banco assuma o compromisso de comunicar previamente a Contraf-CUT e a CEE, antes de comunicar a implementação de novos processos de trabalho aos empregados.

Dionísio Reis, coordenador da CEE, lembra que, nos termos da cláusula 48, parágrafo segundo, no ACT 2018/202, a Caixa se comprometeu a discutir quaisquer “impactos na vida funcional dos empregados, decorrentes da implantação de novos processos de trabalho pela empresa”.

“O debate junto à mesa de negociação permanente é imprescindível, qualquer mudança a ser implementada deve resguardar os direitos dos empregados, bem como a saúde física e mental”, afirmou. “Vamos cobrar também o que é verdade do que foi veiculado pela imprensa de manobra no lucro e quando vira o balanço do banco e a PLR”, finalizou.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram