Contraf-CUT promove seminário sobre segurança bancária em conjunto com outras entidades

O Sindicato dos Bancários de Pernambuco, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e a Confederação Nacional dos Vigilantes e Prestadores de Serviço (CNTV) promovem nesta terça (17), o Seminário Nacional sobre Segurança Bancária. O objetivo do encontro é reunir profissionais de diversas áreas para discutir e estabelecer ações a fim de solucionar a grave situação de insegurança bancária no Brasil.

Representantes dos trabalhadores, parlamentares, membros da Polícia Federal e do Ministério Público de Pernambuco estarão presentes no seminário.

“A lei federal de segurança bancária é de 1983 e não atende mais a realidade. Não garante segurança nas instituições financeiras, e só rege sobre vigilante, cofre e alarme. Precisa ser atualizada com urgência”,  afirma Gustavo Tabatinga, secretário de Políticas Sindicais da Contraf-CUT e coordenador do Coletivo Nacional de Segurança Bancária.

A Fenaban está propondo a implementação do projeto-piloto de segurança em mais duas cidades brasileiras.“Discutiremos quais são as praças adequadas para essa nova implementação e os êxitos e falhas do projeto-piloto inaugural, que foi implementado nas cidades de Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes, em 2013”, explica o secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato e representante do Nordeste no Coletivo Nacional de Segurança Bancária da Contraf-CUT, João Rufino. 

Outro tema de debate será o aumento no número de investidas criminosas a banco, em todo Brasil. Em Pernambuco, apenas nos primeiros dez meses do ano, houve 44 assaltos; 27 a mais do que número de assaltos de todo o ano de 2014.

“Essa não é uma realidade isolada no país. Enfrentamos isso nos mais diversos estados. E as maiores vítimas são trabalhadores, bancários e vigilantes, que estão adoecendo em decorrência da insegurança bancária”, diz Rufino. 

Os participantes do seminário também discutirão sobre o novo papel da Comissão Consultiva de Assuntos de Segurança Privada (CCASP), diante da informatização dos processos, e sobre a aplicação e destinação das multas aos bancos que descumprem os planos de segurança aprovados pela Polícia Federal.

Também está previsto, no encontro, o compartilhamento de experiências sobre as legislações, municipais e estaduais, de segurança bancária. “Essa troca de informações pode ser bastante proveitosa para todos os participantes, que terão mais subsídios para enfrentar as particularidades de cada realidade”, comenta Rufino. 

Denúncia – Além de abordar os principais problemas estruturais relacionados à segurança bancária, o seminário denunciará a tentativa da Prefeitura do Recife de revogar a Lei Municipal de Segurança Bancária (Lei 17.647/2010).

Rufino explica que a prefeitura está defendendo os interesses dos bancos em detrimento da segurança dos trabalhadores e da população em geral. “Ao invés de avanços, a prefeitura está propondo retrocessos na legislação municipal sobre segurança bancária. Não aceitamos isso e exigimos que ela cumpra o seu papel de fiscalização, conforme determina a lei”, ressalta Rufino.
 

CONFIRA ABAIXO A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO SEMINÁRIO

9h – Mesa de abertura 

09h15 – “Pacto pela vida nos bancos: uma experiência exitosa?” 
Palestrantes: Suzineide Rodrigues (presidenta do Sindicato dos Bancários de Pernambuco); Mauro Cabral da Cunha Cavalcante (delegado titular do Delegacia de Roubos e Furtos da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco)

10h15 – Debate 

10h45 – “Leis de segurança bancária no âmbito estadual e municipal
Palestrantes: João Rufino do Egito Filho (secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato dos Bancários de Pernambuco e diretor da Fetrafi/NE); Sandro Soares de Mattos (diretor de Formação Sindicato dos Bancários do Pará e da FETEC/CN); Gustavo Tabatinga (diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e da Contraf/CUT)

12h15 – Debate

12h45 – Intervalo para almoço 

14h30 – “Trabalho em bancos: uma rotina de medo”
Palestrantes: Wellington Trindade Júnior (secretário da Saúde do Sindicato dos Bancários de Pernambuco); Sandro José Alves (diretor do Sindicato dos Vigilantes de Pernambuco)

15h30 – Debate 

16h – “A reformulação da lei 7.102/1983”
Palestrante: Gustavo Tabatinga (diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e secretário de Políticas Sindicais da Contraf/CUT); José Boaventura (presidente da Confederação Nacional de Vigilantes e Prestadores de Serviços – CNTV)

17h – Debate 

17h30 – Ato político de repúdio à prefeitura do Recife pelo ataque à lei 17.647/2010 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram