15 de março: Dia nacional de Luta no BB contra modelo de reestruturações

A Contraf-CUT orienta a todos os Sindicatos e Federações que compõem o Comando Nacional dos Bancários a realizarem, nesta terça-feira, 15 de março, o Dia Nacional de Luta contra as reestruturações no Banco do Brasil, com fechamento ou retardamento de abertura de agências e unidades internas.

A reestruturação promovida pela vice-presidência de Serviços e Infraestrutura trouxe inúmeros problemas às bancárias e bancários de todo o país, com redução de quadro em várias cidades e obrigatoriedade de mudança para outros estados para garantir o mesmo cargo e salário.

O Banco do Brasil, mesmo após afirmar em mesa que garantiria a permanência dos caixas nas unidades do PSO durante 4 meses de VCP (Verba de Caráter Pessoal que complementa o salário pela perda da função), que normalmente é pago para outas funções, não cumpriu a promessa de lotação e encaminhou os caixas excedentes para as agências. Esta medida inviabilizou a manutenção dos salários dos caixas por 4 meses.

A Contraf-CUT encaminhará orientações jurídicas aos sindicatos para que ingressem com ações para proteger os caixas que ficarem sem a complementação salarial equivalente ao VCP e também para outros cargos envolvidos na reestruturação.

Até momento, o BB não forneceu uma planilha completa com todos os cargos cortados e cidades envolvidas. 

Para Wagner Nascimento, coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários, este Dia de Luta é para mostrar para a direção do banco que os funcionários querem e precisam de garantias nos processos de reestruturação. “Sabemos que tem outras reestruturações em curso e o banco precisa se preocupar mais com os funcionários afetados por essas mudanças”, alertou.

Atualizada em 15/03/16

 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram