Contraf-CUT debate enquadramento de financiários do Bradesco nesta quarta

A Contraf-CUT promove nesta quarta-feira (16), às 14 horas, em São Paulo, uma reunião da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco para dar prosseguimento aos debates envolvendo a proposta do banco de enquadramento de funcionários da Finasa Promotora, que prestam serviços ao Banco Finasa, como bancários.

Na reunião anterior da COE do Bradesco, várias medidas foram tomadas, buscando a análise jurídica e o esclarecimento da sentença transitada em julgado em função da ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) do Rio de Janeiro, proibindo definitivamente o banco de se utilizar de serviços terceirizados de qualquer forma para realizar os serviços de financiamento de veículos em todo o país, como vem ocorrendo atualmente.

Durante a reunião desta quarta será apresentado o parecer jurídico elaborado pela assessoria jurídica da Contraf-CUT, com o objetivo de elucidar as controvérsias jurídicas que permeiam a proposta de acordo coletivo de trabalho nos termos propostos pelo Bradesco para enquadrar esses financiários como bancários. Uma das dificuldades do acordo é em relação ao trabalho aos sábados e domingos e a remuneração estabelecida pelo banco.

Já a reunião com a procuradora do MPT do Rio, responsável pela ação civil pública, ainda não foi agendada, uma vez que ela se encontra em férias, com retorno previsto às suas atividades no próximo dia 24 de abril. O MPT não indicou substituto, inviabilizando totalmente a realização do encontro solicitado pela Contraf-CUT e pelo Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro.

Orientações sobre a proposta serão repassadas às federações e aos sindicatos filiados após a reunião da COE.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram