Conferência discute organização sindical e condições de trabalho dos financiários

Para organizar, é necessário conhecer. E ter um panorama completo do número de financiários no país, e suas condições de trabalho, não é tarefa fácil para o movimento sindical. Levantamento do Dieese, a partir da RAIS de 2014 – Relação Anual de Informações Sociais, revela que no ramo financeiro há 865.950 trabalhadores, os quais não estão só em bancos, mas em cooperativas, empresas de seguros, previdência e financeiras. De acordo com a pesquisa, o número de financiários é de 7.772, mas muito trabalhadores estão registrados em outros ramos e a Contraf-CUT estima um número superior, que pode chegar a 500 mil em todo o Brasil.

A pesquisa foi apresentada nesta sexta-feira (13), no segundo dia da 1ª Conferência Nacional dos Financiários, na sede da Confederação, em São Paulo, servirá de base para a organização da categoria dentro do ramo financeiro, e para as reivindicações dos trabalhadores.

O secretário-geral da Contraf-CUT, Carlos de Souza, afirmou que é preciso entender as características do trabalho e a realidade de cada financiário para a organização dos trabalhadores. “Muitos não sabem que são representados pela mesma Confederação que concentra os bancários. Ter uma representação que englobe todo o ramo precisa ser bem trabalhada, e não deixa de ser nosso objetivo, mas precisamos conhecer cada categoria, lotéricos, cooperativados, até os vigilantes que estão no ramo. Temos uma grande estrada pela frente e a Contraf fica feliz em abrir este debate com a primeira conferência nacional dos financiários”, ressaltou o secretário.

Para Marcelo Azevedo, diretor da Contraf-CUT e do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, romper com corporativismo dentro do local de trabalho é fundamental para a organização dos financiários. “Conhecer todo o ramo é lutar contra a terceirização e debater a questão da contratação diferenciada. Precisamos elaborar políticas de inclusão em todos os setores do ramo”, defendeu.

Formação sindical

Qualificar os dirigentes sindicais para as campanhas salariais e mobilização da categoria também é outro desafio levantado pelos dirigentes sindicais durante a Conferência. “A importância desta mesa é mostrar onde estão localizados estes trabalhadores. Vai ficar como dever de casa conhecer de perto a categoria. Quando conversamos com os trabalhadores, eles participam do sindicato. Em São Paulo, vamos fazer um encontro de formação específico com os financiários, trazer estes trabalhadores para a luta”, explicou Marta Soares, secretária de Imprensa do Sindicato dos Bancários de São Paulo.

Larissa Ribeiro, diretora da Fetec/CN, elencou os problemas enfrentados pelos financiários no ambiente de trabalho. “A terceirização realmente está aumentando, outras categorias fazem o trabalho dos financiários. Os trabalhadores nem sempre tem o hábito de ir às assembleias dos sindicatos. Em Brasília, tenho visitado as financeiras e conversado com os funcionários e gerentes para acompanhar o dia a dia e identificar as demandas dos funcionários”.

“O principal é chegar perto da base”, reafirmou a diretora da Fetec-PR, Katlin Salles. “ No Paraná fizemos uma consulta ao finaciários sobre a campanha nacional, assim como fazemos com os bancários, e foi extremamente positivo. Já temos um link no nosso site destinado à categoria. Identificar a situação dos trabalhadores e mapear o que temos é um passo importante para cada representação sindical”.

O vice-presidente da FEEB SP/MS, Jeferson Boava, também integrou a mesa de Organização do Ramo e chamou os trabalhadores à integração. “Primeiro temos que quebrar barreiras entre bancários e financiários, a unidade é necessária para conquistar avanços e construir um processo de representação de fato”, concluiu.

A Conferência continua nesta sexta (13), com os trabalhos em grupo, e segue neste sábado, com encaminhamentos e conclusões.

PROGRAMAÇÃO

DIA 13/05

 14h às 18h – Trabalho em Grupos

Grupo 1 – Emprego e Remuneração

Grupo 2 – Saúde, Condições de Trabalho e Igualdade de Oportunidades

Grupo 3 – Sistema Financeiro e Organização do Ramo

 DIA 14/05

09h – Apresentação dos Relatórios dos Grupos

11h- Encaminhamentos para Conclusão da Minuta e Calendário da Campanha Salarial

13h – Encerramento

Fonte: Contraf-CUT

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram