Caixa lidera ranking de reclamações do Banco Central em outubro

A Caixa liderou o ranking de reclamações do Banco Central em outubro deste ano, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira (16) pela autoridade monetária. Neste caso, foram considerados bancos e financeiras com mais de 2 milhões de clientes.

No mês passado, a Caixa, que conta com 77,78 milhões de clientes, recebeu 863 reclamações consideradas procedentes. Com isso, registrou um índice de reclamações de 11,09.

Segundo o BC, a maior parte das reclamações da Caixa (355) ocorreu por "irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito".

O índice de reclamações, que é o principal critério utilizado pela autoridade monetária para formar o ranking, é calculado com base no número de reclamações dos correntistas consideradas "procedentes", multiplicado por um milhão e dividido pelo número de clientes da instituição financeira.

Em segundo lugar no ranking de reclamações de outubro deste ano, aparece o Bradesco, com 705 reclamações. O banco possui 76,69 milhões de clientes. Com isso, seu índice de reclamações ficou em 9,19 no mês passado.

Em terceiro lugar, ficou o Itaú, banco que possui 59,47 milhões de clientes. Foram registradas em outubro 426 reclamações procedentes. Seu índice de reclamações, com isso, somou 7,16 no mês passado.

Em quarto lugar, no ranking de outubro, está o  HSBC. Com 12,68 milhões de correntistas, houve 83 queixas procedentes no período, o que resultou em um índice (que serve de base para o ranking do BC) de 6,54. Em quinto lugar ficou o Santander, que tem 33,07 milhões de clientes. As reclamações somaram 210 em outubro, o que resultou em um índice de reclamações de 6,34.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram