Banpará apresenta proposta

Nesta terça-feira 28 de agosto de 2018, dia dos Bancários e Bancárias, e do aniversário de 35 anos da Central Única dos Trabalhadores (CUT) o Sindicato dos Bancários do Pará, Contraf-CUT, Fetec-CUT Centro Norte e Afbepa conquistaram uma boa proposta em mesa de negociação com o Banpará que será submetida para avaliação na assembleia geral dessa quarta-feira (29), às 19 horas, na sede do sindicato (Rua 28 de setembro nº 1210, Reduto).

A proposta do Banpará renova todo o Acordo Coletivo de Trabalho 2016/2018, assegura anuênio de R$ 100,00/ano, a ultratividade do ACT e incorporação de função na forma da Súmula 372 do TST.

“Fizemos um grande exercício de negociação e, após sete rodadas, conseguimos construir uma proposta que, na avaliação das entidades, é muito boa e representa a vitória da categoria que acredita na negociação. Esperamos que o funcionalismo do Banpará compareça à assembleia dessa quarta-feira (29) para deliberar sobre a proposta”, afirma o presidente do Sindicato dos Bancários do Pará, Gilmar Santos.

“A proposta está boa e tranquilamente pode ser defendida a aceitação do acordo pelo global, mas em especial pelo anuênio, pelo aumento da licença-prêmio, pela incorporação de função e pela ultratividade. É um legado muito rico para o funcionalismo do Banpará, em especial nestes tempos de golpes e retiradas de direitos”, destaca a diretora da Fetec-CUT/CN e funcionária do Banpará, Vera Paoloni.

RESUMO PRINCIPAIS PROPOSTAS
– Anuênio de R$100,00 (a cada ano trabalhado);
– Incorporação de função para quem tenha 10 anos em diversas funções, na forma da Súmula 372 do TST;
– Acordo de 2 anos, com a ultratividade do mesmo (após o acordo de 2 anos, ficam garantidos os direitos conquistados nesta mesa e no presente acordo até que um novo seja firmado);
– 1 dia a mais na licença prêmio, que passa de 9 para 10 dias/ano; 
– Antecipação da PLR social para o dia 1º de setembro de 2018;
– Pagamento da 1ª parcela da PLR até o dia 6 de setembro de 2018;
– Segue o índice de reajuste da mesa Fenaban: 5% que incide sobre tíquete, auxílio creche, abono academia e todos auxílios;
– Manutenção do tíquete extra integral em novembro, ou seja, 2 tíquetes;
– Banco de horas semestral: 60% no banco de horas e 40% pagos em espécie; 
– Estudo de reajuste das funções comissionadas e reajuste até 2020;
– Ampliação das terapias holísticas: de 375 para 600 sessões;
– Pagamento de ambulância para o bancário e bancária de Belém e Ananindeua;
– Estudo de plano de saúde para ascendentes e dependentes maior de 24 anos, com negociação do banco e custeio integral do bancário;
– Saúde/Limbo Previdenciário;
– Férias parceladas em até 3 vezes;
– Interação Digital Banco/Empregado.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram