Banco Itaú demitiu cerca de 160 funcionários da área de TI, em São Paulo

Nesta semana, entre quarta e quinta-feira (2 e 3), aproximadamente 160 funcionários da área de Tecnologia da Informação (TI) do banco Itaú, de dois Centros Administrativos de São Paulo, foram demitidos. Os demais bancários do setor tecnológico estão apreensivos.

De acordo com o diretor da Contraf-CUT e coordenador da COE do Itaú, Jair Alves, mais uma vez o banco age na contramão dos seus lucros elevados. “Vamos procurar o Itaú para rediscutir todas as demissões. A tensão tomou conta dos demais bancários do setor. O banco nos deve uma explicação sobre o que irá acontecer na área da TI”, criticou.

Diante das demissões ocorridas, dirigentes sindicais e bancários paralisaram, nesta sexta-feira (4), dois Centros Administrativos, que se localizam na Av. do Estado e na Rua Raposo Tavares. “O banco não comunicou nem os funcionários e nem o sindicato, que pede esclarecimentos sobre a ação. Não sabemos se as demissões fazem parte de reestruturação da área”, denunciou Jair e acrescentou que “na última reunião da Contraf-CUT com a Comissão, o banco havia informado que não haveria demissões em massa, como ocorreu.”

A Contraf-CUT e o Sindicato dos Bancários de São Paulo irão procurar os representantes do banco Itaú para rediscutir as demissões ocorridas no setor da TI.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram