Bancários realizam dia de paralisação e protestos contra proposta apresentada pelos banqueiros

Bancários de todo o país realizaram, nesta quarta-feira (22), uma paralisação parcial nas agências em forma de protesto contra a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) ao Comando Nacional dos Bancários. Na mesa de negociação, realizada na terça-feira (21), os bancos insistiram em um acordo insuficiente e que retira direitos dos trabalhadores.

De acordo com a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, a categoria deve continuar com a mobilização. “Esta é a semana de lutas e, depois da negociação de ontem, o Comando decidiu paralisar as agências hoje para dialogar com os bancários e dar o recado aos bancos que, se insistirem na proposta de corte de direitos e desvalorização de seus funcionários, infelizmente estarão jogando a categoria para uma greve. Fechar Acordo e evitar a greve só depende dos bancos”, afirmou a dirigente sindical.

Além de paralisações, os sindicatos fizeram manifestações e reuniões nas agências para dialogar com os bancários sobre a proposta da negociação, que foi rejeitada na mesa pelo Comando Nacional dos Bancários.

A negociação continuará nesta quinta-feira (23), às 10h, e os bancários esperam uma proposta decente, que garanta os direitos conquistados em anos de luta da categoria e a proteção contra contratos precários previstos na nova legislação trabalhista.

Veja como foi em alguns estados:

> Bancários paralisam agências por duas horas em Porto Alegre

Categoria repudia proposta insuficiente da Fenaban com mais um ato em BH

Bancários paralisam agências em SP e exigem proposta decente da Fenaban

 

 

 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram