Bancários doam 412 cestas básicas em Vitória da Conquista e região

Atividade foi uma iniciativa do Sindicato que, após aprovação da categoria, destinou R$20.000 do seu orçamento anual para a compra dos mantimentos

A disseminação do novo coronavírus agravou, ainda mais, as condições de sobrevivência da maioria dos brasileiros. O número de desempregados, que antes da pandemia já chegava a quase 13 milhões, junto aos quase 40 milhões de subempregados e informais, somaram-se às pessoas que foram atingidas diretamente pela crise sanitária, com perda do emprego ou impedidas de trabalhar.

Conscientes das dificuldades que estas pessoas estão atravessando neste período, os bancários das 45 cidades que fazem parte da base do Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região (SEEB/VCR) realizaram uma ação solidária onde foram distribuídas 412 cestas, no total de 4,5 toneladas de alimentos e produtos de higiene, para 10 instituições sociais de Vitória da Conquista, Poções, Itapetinga e Brumado.

A atividade foi uma iniciativa do Sindicato que, após aprovação da categoria, destinou R$20.000 do seu orçamento anual para a compra dos mantimentos.

As primeiras entregas aconteceram nos dias 17 e 18 de maio, para a Associação Nossa Senhora das Dores e para a HUB liderada pela Uesb, em Itapetinga. “Num cenário de pandemia mundial, onde o isolamento social tem sido a medida mais eficaz no combate ao vírus, a retração econômica tem causado sérios danos, principalmente, aos mais pobres. Precisamos estar conscientes de que, quem tem um pouco mais, precisa ajudar, pois só conseguiremos vencer tudo isso juntos. Somos gratos por essa iniciativa e espero que ela seja copiada por outras entidades”, considera Bruno Correia, bancário da CEF/Itapetinga e presidente da Associação.

Logo após, no dia 23, foram disponibilizadas as cestas para a Sociedade Espírita Albino Viana – SEAV, em Brumado. “O momento é de isolamento, mas a solidariedade não pode entrar na quarentena. É por isso que estamos promovendo essas ações, para levar a quem mais precisa o alimento na mesa e no coração a esperança de dias melhores”, destaca Vanessa Bianca Amorim, bancária do Bradesco.

No dia 29, as doações chegaram para a Sociedade São Vicente de Paulo (SSVC) e a Ação Social do Centro Espírita Servos de Maria, ambas em Poções. “No momento estamos atendendo 39 famílias carentes que enfrentam muitas necessidades. A maioria das pessoas que acolhemos sobrevive apenas com o Bolsa Família ou estão impossibilitadas de trabalhar devido à pandemia. Nós vemos a alegria das famílias que recebem a cesta, das crianças que vão se alimentar, dos pais de família que no momento estão sem um ganha-pão. Somos muito gratos e essa doação chega em boa hora”, declara Nilda Andrade, coordenadora da Ação Social do CESM.

A ação foi finalizada em Conquista, nos dias 4 e 5, beneficiando as pessoas atendidas pelo o Abrigo Nosso Lar – UEVC, Lar da Misericórdia, Comunidade de Aliança Anuncia-me, Pastoral do Menor Nossa Senhora de Fátima e Associação Comunitária Cristo Liberta – Casa do Andarilho.“Essa doação parece que chegou do céu, porque as famílias me ligam pedindo comida. São crianças muito necessitadas mesmo, quando eu recebi essa notícia eu fiquei muito feliz por eles, pois quando as mães recebem a doação agradecem tanto que dá vontade até de chorar”, afirma Maria Rosa da Silva, Coordenadora da Pastoral do Menor N. Senhora de Fátima.

Para o presidente do Sindicato dos Bancários, Leonardo Viana, esta ação mostra a importância do trabalho coletivo e o espírito de solidariedade dos bancários. “Para nós do Sindicato dos Bancários, esta ação de entrega de cestas básicas para instituições de caridade é muito importante, pois sabemos que neste momento muitas instituições estão passando por dificuldades e precisando de materiais de higiene pessoal, limpeza e alimentos. É com muita alegria que viemos referendar a solicitação da categoria de realizar este trabalho social em um momento onde muitas das nossas atividades estão comprometidas. Podemos dizer, sem sombra de dúvidas, que cada instituição está sendo atendida com o trabalho dos bancários da região e, sobretudo, com solidariedade, com amor e com compreensão da nossa categoria que entende a importância de fazer o bem às pessoas mais necessitadas neste momento de crise”, concluiu.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram