Bancários do RJ defendem diversidade em roda de conversa

Defesa da democracia e direitos sociais foram abordados

A Diversidade foi tema da roda de conversa nesta segunda-feira, 26/8, no Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro.

Participaram do “Sindicalismo e Diversidade: transformando-se para transformar”, Adilson Barros, diretor da Contraf-CUT, Adriana Nalesso, presidenta do Sindicato; Rita von Hunty, DragQueen, apresentadora e pesquisadora; Cláudio Nascimento, ativista LGBTI+ e pelos Direitos Humanos; Dani Balbi, professora da UFRJ; Geisa Garibaldi, Fundadora do Concreto Rosa; Indianara Siqueira, suplente de vereadore, Lucas Bulgarelli, advogado e Rogério Campanate, diretor do Sindicato.

Adilson Barros falou sobre a importância do debate para a discussão de estratégias de inclusão da comunidade LGBTIQA+ na sociedade. “Precisamos defender a democracia e os direitos sociais e cobrar do governo políticas públicas para que o debate avance no país”, afirmou.

Para Adriana Nalesso afirmou que o Sindicato sempre esteve atento as pautas de respeito ao indivíduo e lembrou que em 2008 foi aprovado no acordo específico do Banco do Brasil o reconhecimento da companheira ou companheiro de uma relação homoafetiva para questão do plano de saúde. Mais tarde, esse direito foi estendido para toda a categoria.

“Faz-se necessário urgentemente que deixemos o discurso e adotemos a prática da construção de uma frente ampla em defesa da democracia e das liberdades individuais. Estou convencido que isso só é possível com a luta coletiva”, afirmou Rogério Campanate.

O evento também contou com a participação da Cia de Emergência Teatral.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram