Bancários do Mercantil do Brasil e do Mercantil de Investimentos aprovam acordos próprios de PLR 2019

Em assembleias realizadas nesta quarta-feira, 13 de fevereiro, na sede do Sindicato, os trabalhadores do Mercantil do Brasil e do Mercantil de Investimentos aprovaram, por unanimidade, os programas próprios de Participação nos Lucros e Resultados 2019 propostos pelos bancos.

Na ocasião, os diretores do Sindicato Marco Aurélio Alves e Paulo Barros, juntamente com o assessor jurídico da entidade, Sávio Leite, falaram aos presentes sobre as conquistas da Campanha Nacional dos Bancários e também sobre os avanços em relação ao programa próprio de PLR 2019 do Mercantil. Os diretores destacaram a importância da organização dos trabalhadores bancários por meio da filiação e da valorização dos sindicatos representativos frente a uma conjuntura altamente desfavorável aos trabalhadores em geral.

Em relação aos avanços no acordo próprio de 2019, os representantes dos funcionários ressaltaram a volta da inclusão do gatilho que contemple o pagamento do programa próprio de PLR a partir do cumprimento de 80% da meta. Ou seja, os funcionários passam a receber, proporcionalmente, a partir do atingimento do lucro de R$ 104 milhões, uma redução de R$ 26 milhões. O gatilho de cumprimento de 80% das metas também inclui a redução de despesas e BSC, que representam 50% do peso do Programa Próprio, 25% cada.

Foi mantido o pagamento do Programa Próprio aos dependentes em caso falecimento do funcionário. Foi também garantida a cláusula que prevê aos bancários o recebimento do maior valor entre os resultados apurados pelas regras do Programa Próprio e o valor da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos bancários.

Para Marco Aurélio Alves, funcionário do Mercantil do Brasil e diretor do Sindicato, os bancários presentes tiveram a consciência da atuação do Sindicato na luta por melhores condições de trabalho e qualidade de vida para os bancários. “Além do Programa Próprio, a Assembleia também serviu para resgatar as conquistas históricas do Sindicato em favor dos trabalhadores do Mercantil do Brasil, como o combate à discriminação às mulheres, a implementação do auxílio educacional, cursos de pós-graduação, auxílio odontológico, plano de saúde, investimentos na segurança bancária, ticket restaurante e diversos outros benefícios”, explicou.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram