Bancários de Vitória da Conquista paralisam as atividades no BNB

Os bancários do Banco do Nordeste paralisaram suas atividades na manhã desta terça-feira (19), em Vitória da Conquista, Brumado e Itapetinga. A mobilização foi contra o não pagamento da Participação dos Lucros e Resultados referentes ao exercício de 2015.

No último dia 12, os funcionários do BNB receberam um comunicado informando que o percentual de lucro líquido a ser distribuído seria de 0% referente à PLR Básica de 2015, acrescido de PLR Social de 3% sobre o lucro líquido do período. A justificativa apontada foi de que as projeções estipuladas pela diretoria do banco não foram atingidas.

O Banco do Nordeste é uma instituição voltada ao desenvolvimento social e não deveria seguir a lógica da obtenção desenfreada de lucro. Ainda assim, metas abusivas são impostas aos seus funcionários, e somente em 2015 o BNB lucrou R$ 305,7 milhões.

Indignados com a postura do banco, os bancários estiveram em frente às agências panfletando e denunciando esse descaso para a população.  “O banco provisiona demais, o que acarreta a diminuição do lucro. Mas, isso não tem impacto no pagamento dos acionistas, só no repasse da PLR aos bancários. Isso está errado, o que está em jogo é um direito conquistado pelos bancários durante a Campanha Salarial”, ressalta o bancário José Marcelo Ramos.

Para o bancário do BNB e diretor do SEEB/VCR, Valderlan Queiroz, a categoria deve se impor e reivindicar por seus direitos. “O descumprimento do acordo coletivo por parte do banco mostra o total desrespeito ao seu corpo funcional, que se empenha ano após ano na busca dos melhores resultados. Se houve lucro, queremos nossa parte. Portanto, a categoria deve estar pronta para lutar por seus direitos”, conclui.

 

 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram