Bancários de Londrina retardam expediente do BB e Caixa nesta sexta, Dia Nacional de Mobilização

O Dia Nacional de Mobilização, convocado pela Contraf, pela CUT e demais Centrais Sindicais, para esta sexta-feira (10),  contra o golpe, a retirada de direitos da Classe Trabalhadora e a volta das privatizações, está sendo marcado em Londrina pelo retardamento da abertura dos prédios centrais do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal.

Regiane Portieri, presidenta do Sindicato dos Bancários de Londrina, afirma que a diretoria da entidade, assim como a categoria bancária e o conjunto dos trabalhadores e trabalhadoras não podem se omitir diante das ameaças que estão sendo feitas pelo governo provisório de Michel Temer.

“Estamos protestando contra qualquer tipo de privatização no BB e na Caixa ou até mesmo a fusão destes dois importantes bancos públicos brasileiros. O grupo que está no comando do país já anunciou para que veio e temos que construir uma ampla mobilização para impedir que levem isso adiante”, ressalta.

Regiane aponta, entre outros riscos, a Reforma da Previdência, que é uma forma desse governo dificultar a aposentadoria e se apoderar das contribuições feitas por trabalhadores e trabalhadoras, o desmonte dos bancos públicos, a entrega das estatais e para grupos privados e a cobrança pelo atendimento feito à população através do SUS (Sistema Único de Saúde).

“Eles tomaram o poder para reeditar o projeto implantado por Fernando Henrique Cardoso nos anos 90, o que levou ao sucateamento dos serviços públicos, endividamento do país, elevados números do desemprego e tentativa de privatização do BB e da Caixa”, recorda a presidenta do Sindicato dos Bancários de Londrina, afirmando que é necessário combater essa política de retrocesso que está sendo imposta aos brasileiros.

 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram