Bancários de Campos dos Goytacazes (RJ) pressionam e Itaú abastece com caminhão pipa

A agência 7456 do Itaú da Avenida 28 de Março (Fazendinha), em Campos dos Goytacazes (RJ), abriu mais tarde para os funcionários e clientes nesta quarta-feira (30). O motivo do atraso de 40 minutos foi a espera pelo abastecimento de quatro mil litros de água, feito por um caminhão pipa contratado pelo banco. A solução só chegou depois que o Sindicato dos Bancários anunciou que não permitiria a abertura da agência — que teve a água cortada na véspera — enquanto o problema não fosse resolvido.

O Itaú lucrou, só nos três primeiros meses deste ano, R$ 6,419 bilhões. Um crescimento de 3,9% a mais em relação ao mesmo período do ano passado. Em todo o ano de 2017 o lucro foi de R$ 24,879 bilhões. O crescimento em relação a 2016 foi de 12,3%.

“Apesar desses números, o banco segue explorando funcionários, pressionando por metas, demitindo e precarizando as condições de trabalho. Uma agência sem água é algo inadmissível, é um desrespeito muito grande com os trabalhadores e os clientes”, disse o presidente do Sindicato, Rafanele Alves Pereira.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram