Bancários da Colômbia estão preocupados com as eleições no Brasil

A Unión Nacional de Empleados Bancarios (Uneb) da Colômbia publicou na terça-feira (23) um vídeo em seu canal no Youtube alertando os brasileiros sobre os riscos de se eleger Jair Bolsonaro (PSL) para a Presidência da República e orientando o voto em Fernando Haddad.

“Colômbia Viveu duros anos de violência inimagináveis, com a perseguição e assassinato de dirigentes sindicais e sociais. A proposta de Bolsonaro quer fazer no Brasil o mesmo que passamos na Colômbia: morte, assassinatos, violência, viúvas, órfãos, desabrigados. O Brasil não pode copiar esse modelo colombiano, que rechaçamos contundentemente”, disse a presidenta da Uneb, Sofía Espinosa Ortiz.

“Trata-se de uma amostra da preocupação com o risco para todo o continente de os brasileiros elegerem um candidato que defende a tortura, a ditadura e já declarou que seus opositores terão que se enquadrar, ou serão presos ou exilados do país”, disse a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, em agradecimento pelo apoio dos bancários colombianos. Para Juvandia, o apoio do movimento sindical colombiano, que sofreu na carne violências e mortes, é também uma mostra de que os trabalhadores estão atentos e unidos pela defesa da democracia e dos direitos em todo o continente.

“Agradecemos a solidariedade e o apoio da Uneb aos bancários do Brasil neste momento tão grave em que vivemos. Nossa democracia, nossos direitos e nossas vidas estão em risco. É reconfortante saber que temos a acolhida fraterna dos irmãos e irmãs colombianas” disse o secretário de Relações Internacionais da Contraf-CUT, Roberto von der Osten na mensagem de agradecimento enviada à entidade colombiana.

Veja abaixo o vídeo na íntegra

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram