Bancário do Itaú é reintegrado pelo Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense

Mais uma vitória das bancárias e bancários

Mesmo com todas as dificuldades atuais, em tempos de coronavírus, o Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense conseguiu anular mais uma demissão.

O bancário da agência 7889 do Banco Itaú, em São João de Meriti, tinha 29 anos de banco. Ao ser desligado, começou a receber ligações de advogados oferecendo seus serviços. Mas, através de consultas a outras bancárias e bancários que foram atendidos pelo Sindicato, procurou o atendimento jurídico do mesmo. O atendimento, feito na área de saúde e com o acompanhamento do advogado, resultou em uma reintegração em tempo recorde.

O bancário foi desligado o dia 11 de fevereiro de 2020. Após contato com o Sindicato, a ação foi distribuída na justiça no dia 30 de março. E, por fim, no dia 31 de março, o juiz do trabalho da 1ª vara de trabalho de São João de Meriti, Dr. Felipe Bernardo, deferiu o mandado de reintegração.

O Sindicato dos Bancários alerta aos gestores do banco Itaú, que uma decisão judicial só pode ser contestada na área jurídica, através de um advogado do banco e dentro do processo.Portanto, diante de uma ordem judicial, não há espaço para quaisquer questionamento. O Sindicato também lembra aos gestores do banco Itaú que, nas suas condições de gerentes de agência, eles representam a empresa nesses atos formais, e que a postura do banco não é a de geração de conflito quando se trata de cumprimento dos acordos e de decisões judiciais.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram