Banc rios comemoram seu dia em passeata pelas ruas de SÆo Paulo

(São Paulo) Segunda-feira, 28, é o Dia do Bancário. Para marcar a data e demonstrar a disposição de luta para a Campanha Nacional 2006, os trabalhadores farão passeata pelas ruas do centro de São Paulo. A concentração será às 18h30, em frente ao Banco do Brasil na esquina da rua Líbero Badaró com avenida São João. Partem para o Largo São Francisco, seguem pela rua Benjamin Constant, Praça da Sé, João Mendes, rumo à Quadra dos Bancários.

 

Os bancários sairão pelas ruas organizados em alas (leia abaixo) para mostrar à população o que reivindicam e como são injustificáveis as negativas apresentadas pelos banqueiros. A bateria da escola de samba Tom Maior vai animar a passeata que vai contar ainda com adereços, máscaras, e pinturas para as crianças.

 

Aumento Real

O abre-alas da passeata será o aumento real: os bancários querem 7,05%, além da reposição da inflação do período que vai de 1º de setembro (data-base da categoria) de 2005 a 30 de agosto de 2006.

 

PLR

Participação nos lucros e resultados: novamente os bancos batem recordes de lucros e os bancários querem sua parte. Reivindicam um salário, mais R$ 1.500, e distribuição linear de 5% do lucro líquido entre todos os trabalhadores.

 

Isonomia de direitos

Bancários que estão afastados por motivo de doença devem ter o mesmo direito que os da ativa.

 

Contra o assédio moral e as metas abusivas

Na segunda rodada de negociação, os banqueiros disseram que não há metas abusivas. Mas os bancários que foram obrigados a virar vendedores sofrem na pele a pressão diária e o assédio moral nos locais de trabalho. Isso tem que acabar.

 

Aumento do auxílio-creche/babá

A categoria reivindica o equivalente a um salário mínimo para garantir a creche ou a escola para seus filhos. Esta será a ala das crianças.

 

Proteção do emprego

Contra a terceirização e a redução de direitos.

 

Redução dos juros bancários

Esta é a ala de todos os cidadãos que são prejudicados pelos altos juros cobrados pelos bancos.

 

Fonte: Cláudia Motta – Seeb SP

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram