Agência do BB na capital paulista desrespeita jornada de trabalho

O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região recebeu denúncia contra o Banco do Brasil de que os funcionários da agência Santana estavam trabalhando aos sábados. Dirigentes foram até o local na manhã do dia 26 e constataram a irregularidade.

Os funcionários estavam trabalhando sem o banco comunicar o Sindicato e a Delegacia Regional do Trabalho (DRT), como exige a lei.

Joacyr Engers é o gerente geral da agência, que é vinculada à Gerência Regional de Varejo São Paulo – Norte (Gerev), onde o responsável é o gerente regional Orlando Miranda Pereira. O banco foi notificado e defendeu que dá uma folga a cada seis horas ou fração de hora trabalhada. A direção do banco também alega que não há obrigatoriedade ou pressão para trabalhar em dias não úteis.

“O superintendente da Varejo SP I, Valmir Pedro Rossi, não está respeitando os acordos firmados pela gestão anterior, quando o trabalho em dia não útil era limitado e negociado com o Sindicato”, diz o diretor da Fetec/CUT-SP Getúlio Maciel. “A Super, a Gerev e a agência têm responsabilidade na sobrecarga de trabalho sobre os funcionários. O Sindicato levou a questão para a comissão de empresa dos funcionários”, completa Getúlio.

Em março, o banco desrespeitou norma do Banco Central que obriga as instituições financeiras a receberem as contas nos caixas, ao fixar o aviso na porta de entrada com orientação aos clientes para efetuarem o pagamento de suas contas em um supermercado da região.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram