ABN obriga banc rios a trabalharem de madrugada em Cuiab 

(Cuiabá) Por meio de uma denúncia anônima, diretores do Sindicato dos Bancários no Estado de Mato Grosso deram um flagrante na maior agência do banco ABN/Real no Estado. Na agência Alencastro, situada no centro de Cuiabá, mais de 20 funcionários entravam para trabalhar desde as 3h da madrugada, a fim de processar manualmente as operações de débito que antecedem o pagamento dos salários dos servidores da Prefeitura Municipal de Cuiabá.

 

“A pessoa que nos denunciou de forma anônima as condições dos bancários do ABN/Real garantiu estar cansada de trabalhar há muito tempo neste sistema e não vê outra possibilidade, senão acatar a exigência do banco”, afirma o presidente do Sindicato dos Bancários, Eduardo Alencar.

 

O banco não possui um sistema de informatização adequado para abarcar as contas dos servidores municipais, mantém a política de não investir em recursos humanos, e muito menos, em tecnologia.

 

“Foi muito triste ver colegas bancárias, às três horas da manhã, usando roupas formais e até mesmo sapatos de saltos altos, pois após a madrugada, já é dada a continuidade aos trabalhos diários na agência”, observa a diretora do Seeb MT, Italina Fachinni.

 

Para o secretário de Imprensa e Divulgação do Sindicato, membro da Comissão de Empregados do ABN Real e também funcionário do banco, Arilson Silva, o flagrante dos dirigentes sindicais no ABN/Real mostra uma forma clara de assédio moral e da cobrança de metas abusivas dentro da agência. “A partir de agora, o Sindicato deverá encaminhar denúncia à Contraf-CUT e pedir que seja agendada uma reunião entre a Confederação, o banco e a Comissão de Empresa, a fim de exigir que o ABN Real não reincida neste fato, digno de vergonha”, explica o diretor .

 

Essa forma de tratamento do banco já acontece há algum tempo em Cuiabá. “Essa postura do ABN/Real se repete há um ano e é de extrema humilhação”, desabafa emocionada a diretora do Sindicato e funcionária do ABN/Real, Nice Pereira.

 

O Sindicato dos Bancários em Mato Grosso quer que o banco invista em novas contratações e também em tecnologia, capaz de agilizar esse processamento, já que o ABN/Real foi o banco que venceu a licitação que garantiu a ele as contas do município. “Se o banco se colocou na condição de prestar tal serviço, então já passou a hora dele se adequar a essas exigências, pois essa situação passou da hora de ser resolvida”, define Eduardo Alencar.   

 

Os membros do Sindicato realizaram uma reunião em plena madrugada com todos os funcionários que estavam na agência, na presença do gerente principal, do gerente operacional e também do superintendente regional do ABN/Real, onde foi dito que é necessário que essa situação deixe de existir.

 

Fonte: Neila Gonçalves – Seeb MT

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram