Bancários de Juiz de Fora aprovam a Minuta de Reivindicações 2018

Na noite desta segunda-feira, dia 11 de junho, bancários da base do Sindicato dos Bancários de Juiz de Fora, Zona da Mata e Sul de Minas Gerais (Sintraf/JF) reuniram-se na sede do sindicato para debater a Minuta da Pauta de Reivindicações 2018 construída e aprovada na 20ª Conferência Nacional dos Bancários. A conferência foi realizada entre os dias 8 e 10 de junho, na sede do Sindicato dos Bancários de Osasco, São Paulo. Além da construção da pauta de reivindicações, o encontro também teve espaço para debater a conjuntura política do país.

Na assembleia diretores que participaram da conferência repassaram informações sobre os debates e alertas para a campanha nacional de 2018. A diretora o Sintraf/JF e empregada da Caixa, Lívia Terra, frisou a importância da defesa das empresas públicas e do emprego bancário. O presidente do Sintraf/JF e funcionário do Banco do Brasil, Watoira Antônio, ratificou a fala da diretora e reforçou que o sucateamento dos serviços públicos faz parte da estratégia do Governo Temer e das empresas privadas, principalmente dos bancos, de privatização, aumento da Lucratividade com exploração dos trabalhadores e aprovação da Reforma da Previdência. Já a diretora de bancos privados e funcionária do Itaú, Maria Aparecida Siqueira e Souza, ressaltou a importância da mobilização e união da categoria para a manutenção dos direitos conquistados em anos de luta. Chamou ainda a atenção para o estudo da Minuta e do Acordo Pré-Acordo.

Após os repasses da conferência, a diretora de assuntos jurídicos e funcionária do Itaú, Rosemary Machado, lembrou que essa será a primeira negociação após a “deforma” trabalhista. Alertou a categoria para o número relevante de demissões nos últimos meses, inclusive de dirigentes sindicais e de cooperativas. Por fim, o diretor de formação sindical e políticas sociais e funcionário do Mercantil do Brasil, Robson Marques, informou sobre dados relevantes coletados com a consulta nacional na base do sindicato. Os bancários que responderam a pesquisa apontaram como norte para a campanha: a luta pela manutenção dos empregos, o fim das metas abusivas e o aumento real.

Os trabalhadores tiveram espaço para sanar dúvidas e logo em seguida os bancários aprovaram a minuta e o restante dos pontos colocados para apreciação. A Minuta de Reivindicações será entregue à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) nesta quarta-feira, dia 13 de junho, pelo Comando Nacional.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram